Quem sou eu

terça-feira, 10 de novembro de 2009

VILA MADALENA E SUA HISTÓRIA

Bairros de São Paulo

A Vila Madalena é um bairro situado no distrito do Pinheiros, na região oeste do município.

A Vila Madalena nasceu com o nome de Vila dos Farrapos. Era uma parte de Pinheiros, uma extensa região que se espraiava, nos inícios da ocupação de São Paulo, desde a várzea do Rio Pinheiros até o espigão da Paulista.

No século XVI, a Vila dos Farrapos era habitada por indígenas que haviam abandonado a parte central da cidade depois da instalação dos jesuítas e do colégio, em 1554. Na região de Pinheiros formara-se, então, um aldeamento, onde os missionários jesuítas ministravam a catequese, faziam batizados e missas e ensinavam os hábitos do trabalho aos índios. Na aldeia foi erigida uma capela, cuja padroeira era Nossa Senhora da Conceição.

Alguns antigos moradores da Vila Madalena contam que o proprietário das terras era um português. Ele tinha três filhas: Ida, Beatriz e Madalena, que deram origem aos nomes dos atuais bairros da Vila Beatriz, Vila Ida e Vila Madalena. Entretanto, a história faz parte da memória oral dos habitantes da Vila.

Na primeira década de nosso século, a cidade de São Paulo ia se ampliando para além do antigo triângulo histórico, e diversos de seus protagonistas, que moravam longe do centro, já necessitavam de transporte. Em 1910, iniciou-se a construção de uma linha e uma estação de bondes na região da Vila Madalena.

Durante os anos 70, a Vila Madalena reunia moradores tradicionais, que possuiam casas simples com grandes terrenos (com criação de patos, galinhas etc.) e vários artistas e intelectuais, muitos estudantes alugavam essas casas grandes e faziam uma espécie de república por causa da proximidade à Universidade de São Paulo (USP).

Hoje o bairro é bastante conhecido por ser um reduto boêmio da cidade, há grande concentração de bares e casas noturnas, além da escola de samba Pérola Negra. Abriga uma concentração ímpar de ateliês e centros de exposições artísticas, lojas de vanguarda e escolas de música e teatro também fazem a cara do lugar. A associação de moradores organiza feiras para mostrar os talentos artísticos do bairro e um festival anual - a famosa "Feira da Vila"ocorre anualmente no mês de agosto e atrai gente de toda a cidade, com shows e barracas de artesanato. Uma vez por mês, as lojas e ateliês fazem um fim-de-semana com todos os produtos na calçada e uma van que leva gratuitamente os visitantes para conhecer os pontos mais interessante do bairro. O nome do bairro também serviu de título a uma novela da Rede Globo,na década de 1990.

Uma das características mais pitorescas do bairro é o nome de suas ruas. São nomes líricos como: Paulistânia, Harmonia, Girassol, Purpurina, Wizard e Original. Isso permite que o bairro tenha esquinas sugestivas como a "Harmonia com Purpurina". Segundo historiadores, as ruas foram batizadas por sugestão de estudantes, participantes do movimento anarquista. A adoção de nomes poéticos tinha a intenção de quebrar a tradição urbana de homenagear autoridades públicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário